Essa é uma pergunta recorrente entre os profissionais da construção civil e aqueles que desejam atrelar a sustentabilidade aos seus projetos.

Ainda com essa preocupação, alguns itens podem ser deixados de lado durante o processo, como o reaproveitamento de água, a economia de energia e a estruturação social/cultural.

Neste artigo, definiremos melhor o conceito da construção sustentável e ensinaremos como aplicá-lo ao seu projeto.

O que é uma construção sustentável?

A construção sustentável é uma solução de boas práticas para criação de casas, edifícios e empreendimentos, harmonizando a obra civil com o meio ambiente em todas as fases do processo construtivo e após a finalização.

Uma “construção sustentável” ou bioconstrução é, de fato, uma edificação não poluente que respeita as leis e causas ambientais, diminuindo os recursos naturais e materiais que geram resíduos.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente e a Agenda 21, a construção sustentável faz parte de “um processo holístico que aspira a restauração e manutenção da harmonia entre os ambientes natural e construído, e a criação de assentamentos que afirmem a dignidade humana e encorajem a equidade econômica”.

Dessa forma, enfatizando a sustentabilidade econômica e social, além de destacar a preocupação com qualidade de vida dos indivíduos associados.

Quais os recursos corretos para uma edificação sustentável?

Os últimos relatórios do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) mostram o homem como centro principal da responsabilidade sobre as mudanças climáticas no Brasil, sendo a construção civil um dos responsáveis pela alta emissão de gases poluentes, destruição de áreas verdes, desperdício de água e outros fatores indicados pelo Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS).

Veja alguns dados da CBCS sobre o tema:  

  • 40% a 75% dos recursos naturais extraídos do planeta, fora água e energia, são utilizados nesse setor;
  • 45% da energia elétrica no Brasil é explorada na construção civil;
  • 50% da água potável disponibilizada para áreas urbanas mundo afora são consumidas no setor de edificações.

Assustador, não é? No entanto, existem algumas ações que podem tornar uma construção menos prejudicial ao meio ambiente, vinculando mais eficiência ao método construtivo e maior economia a curto, médio e longo prazo.

Confira algumas etapas que visam a prática ecologicamente correta da construção civil a seguir.

Cada uma delas está alinhada com pontos específicos para o equilíbrio ambiental, com a finalidade de evitar desperdícios e a utilização de recursos naturais.

Entre as soluções sustentáveis para áreas urbanas estão:

  • adaptação à topografia local;
  • redução da movimentação de terra;
  • preservação de espécies nativas;
  • caminhos que privilegiem o pedestre e o ciclista;
  • acessibilidade universal;
  • solos diversificados.

Diante a isso, os conceitos de arquitetura sustentável devem abranger os seguintes fatores:

  • redução das demolições;
  • uso racional de energia ou de energias renováveis;
  • gestão ecológica da água em torneiras e vasos sanitários;
  • coleta e utilização de águas pluviais;
  • redução do uso de materiais com alto impacto ambiental;
  • painéis fotovoltaicos;
  • design aperfeiçoado para utilização da luz solar;
  • uso de materiais recicláveis;
  • adequação do projeto ao clima do local;
  • tratamento adequado de esgoto no local
  • utilização de coberturas verdes.

Para fazer a escolha da matéria prima na construção sustentável, deve-se levar em conta a utilização de materiais disponíveis na localidade, de preferência os pouco processados, não tóxicos, reciclados e propícios para autoconstrução (construção de habitações por seus próprios usuários).

Além disso, é válido evitar o uso de materiais prejudiciais à saúde humana ou ao meio ambiente, como amianto, CFC, HCFC, formaldeído, policloreto de vinila (PVC), tratamento de madeira com CCA e outros.

Como aplicar a construção sustentável de forma eficiente?

Pode parecer difícil pôr em prática todas as soluções de sustentabilidade a cima, ainda mais se for pensar em apartamento ou casas já construídas.

No entanto, algumas soluções práticas podem ser adaptadas a qualquer local, como a utilização de jardins verticais ou telhado verde para harmonização do ambiente, reduzindo o consumo de ar-condicionado e ventiladores.

Nesse sentido, separamos algumas soluções para imóveis que estão prontos e para aqueles que ainda serão construídos.

Construção modular ou de container

Atualmente, as construções modernas utilizam em sua estrutura modos não convencionais, como os containers e os módulos habitacionais.  

Essas estruturas metálicas agregam valor à construção civil por sua economia, sustentabilidade, praticidade e, principalmente, pela criatividade e diversificação.

Com o somatório de todas essas características, as estruturas saíram na frente das opções tradicionais de alvenaria e vêm deixando de ser construções provisórias para se tornarem instalações fixas e duradouras.

A economia dos containers ou módulos habitacionais se dá por conta da mínima durabilidade do tempo de obra, praticidade de construção e no transporte,  redução do desperdício de materiais, entulho e energia, principalmente em razão do revestimento térmico para container.

Se você quiser saber mais sobre o assunto, leia o artigo sobre a construção de alvenaria ou container.

Eficiência energética e placas fotovoltaicas

As placas fotovoltaicas ou outras soluções de eficiência energética são acessíveis e podem ser aplicadas independente do tipo de construção.

O sistema fotovoltaico tem boa durabilidade (pode chegar a décadas de vida útil) e manutenção simples. O resultado da aplicação pode ser conferido na conta de luz, onde, geralmente, é cobrada apenas a taxa mínima.

A energia solar também pode ser aplicada aos containers ou módulos habitacionais. Quando atrelados as lâmpadas LED, torna o projeto ainda mais econômico.

Economia de água com reaproveitamento da água da chuva

Um dos maiores desafios da construção civil é a redução do consumo de água e energia, mas com o método de construção sustentável é possível economizar até 40% dos recursos hídricos.

Um dos fatores da economia é o sistema de captação e reúso de um dos bens mais valiosos que, na maioria das vezes, não é utilizado pela população: água da chuva.

Essa água, quando aproveitada passa a ser usada em descargas, limpeza doméstica e irrigação.

Para realizar esse aproveitamento, sistemas complexos ou o simples uso de baldes para captação podem ser aplicados durante a construção do imóvel.  

E aí, pronto para colocar em prática todas essas alternativas? Confira alguns exemplos de bioconstrução que podem incentivar ainda mais seu projeto sustentável!

Quais os principais exemplos de construção sustentável?

Casa container com telhado verde, concreto e madeira

Consegue imaginar uma casa container com madeira, concreto e telhado verde?

Pois bem, eles combinam e muito! A arquiteta Livia Ferraro mostrou tudo para o blog Hypeness. A casa é a junção de todos os conceitos de reciclagem, reaproveitamento e ecologia.

Criada para causar o mínimo impacto ambiental, foi utilizada toda a estrutura em volta da residência para planejar os cômodos e reduzir o consumo de energia. Desde árvores, pedras até grades paredes de vidro ajudaram a dar luminosidade e ventilação ao local, tornando-se assim, uma construção barata e sustentável.

Construção sustentável Construção sustentável - Casa

Restaurante container 3TFIT

467436752 5zmcqBFPj CDHR TJEeR35PWBiD7l3TJhcuKAg0zfZ8 Copy

Exemplo de sustentabilidade na construção civil, a cozinha container é um sucesso no que diz respeito economia, estrutura e inovação.

O restaurante 3T FIT, do ator e apresentador Felipe Titto, foi inaugurado em São Paulo e atrai diversos clientes por sua estrutura completa em container, garantindo um espaço sustentável e inovador para os clientes. 

Reciclagem, economia e criatividade. Você conhece a Lafaete?

A Lafaete Locações está há 45 anos no segmento de locação e venda de estruturas metálicas, containers, módulos habitacionais, equipamentos e máquinas de construção civil, bem como caminhões, geradores de energia, torres de iluminação, tendas e sombreadores.  

A empresa valoriza a missão de oferecer qualidade e satisfação aos clientes, atendendo todas as necessidades no ramo da construção civil e seguindo rigorosas normas de segurança.

Eles também têm a certificação de qualidade ISO 9001 na fábrica localizada na cidade de Mirrasol, em São Paulo. Além disso, estão presentes em nove filiais em diversos estados do país. Veja os pontos de atendimento.

Ficou interessado em nossos produtos? Solicite já um orçamento!

lafaete orcamento 1