O impacto causado pelo ser humano através da exploração natural tem se tornado cada vez mais alarmante. Por serem os recursos naturais, em sua maioria, não renováveis, como a água ou o petróleo, a questão da sustentabilidade ganha progressiva importância em todas as esferas.

Pensando nisso, Universidades como fontes de conhecimento e pesquisa, estão comprometidas com a engenharia do futuro e a energia sustentável a fim de encontrar soluções para amenizar tais problemas. As instituições americanas, principalmente, têm se destacado quando as estratégias para sustentabilidade são o tema.

Como se preocupar com esse aspecto é continuamente importante para a economia e boa reputação, é interessante entender melhor o assunto. Veja a seguir como as instituições de ensino nas universidades americanas, tem atuado quando o assunto trata-se de energia sustentável!

Como as instituições têm colaborado?

É fato que as faculdades americanas aumentaram o interesse e as pesquisas em novas fontes de energia. Não só elas, mas várias outras universidades ao redor do mundo, inclusive no Brasil, têm chegado a novas conclusões sobre o tema.

Contudo, o grande destaque para tais locais de ensino vai para a forma como elas estão executando a arquitetura. Em um valor que se aproxima do recorde, em 2017 foram 134 prédios com certificação verde nas instituições de ensino nos Estados Unidos.

Além de usar materiais em conta, como estruturas metálicas, as universidades têm se preocupado em criar áreas verdes. Como as cidades têm cada vez mais prédios, cimento e concreto, ter áreas de “respiro” é benéfico para todos.

Naturalmente, também têm usado diversas fontes de energia diferenciadas, como o biodiesel produzido por estudantes e até a atividade dos solos de grandes áreas verdes.

Ao mesmo tempo, a engenharia do futuro tem buscado reduzir a emissão de carbono na atmosfera, de modo a diminuir os impactos da atuação. Essa é uma das mais efetivas estratégias para sustentabilidade e tem sido replicada sem dificuldade.

Qual é o impacto do uso de energia sustentável?

Os projetos verdes têm algumas vantagens já conhecidas: há economia de água e de energia elétrica, diminuição na conta e aumento da qualidade de vida. Além disso, as obras são concluídas com maior eficiência, sem deixar de lado a arquitetura moderna.

Contudo, as estratégias para sustentabilidade trazem outros efeitos destacáveis. Um dos primeiros é provar que, sim, é possível incluir a engenharia do futuro na realidade da sociedade sem precisar ser uma grande corporação.

Também é uma maneira de incentivar estudantes, principalmente das novas gerações, a dar maior atenção ao tema. Com isso, é possível unir a vertente econômica à questão socioambiental.

Como aproveitar a engenharia do futuro?

Apesar de saírem na frente, as universidades americanas não são as únicas que podem seguir pelo caminho verde. Qualquer empresa pode adotar estratégias sustentáveis, desde que se planeje para isso.

Buscar novas formas na construção civil, criar políticas de tratamento de rejeitos e fazer investimentos na área de energia sustentável são apenas algumas possibilidades. Muitas, inclusive, vão além da arquitetura e permitem que esse novo conceito seja abrangente. Com as devidas adaptações, todas as empresas podem participar do movimento rumo à proteção do meio ambiente!

O que você pensa sobre o uso de energia sustentável? Conte nos comentários e participe!